• dentistajafet

Emprestar escova de dentes causa problemas bucais? Mito ou Verdade?


Com o convívio diário, acaba sendo inevitável que casais, amigos ou pais e filhos dividam algumas peças de roupas, objetos ou até mesmo itens de higiene pessoal. Embora muitas vezes seja uma atitude de carinho ou conveniência, essa prática pode trazer problemas para a saúde de todos os envolvidos. E não é diferente com o uso da escova de dente. A escova de dentes é a maior aliada da saúde bucal, mas também pode se tornar uma inimiga se não for conservada adequadamente. Isso porque o instrumento se torna o ambiente ideal para que bactérias, fungos e vírus proliferem.

Como já diz o nome, a escova de dente é um item de higiene pessoal, portanto não deve ser usado por outras pessoas, seja quem for. A escova tem a função de remover a placa bacteriana da boca e, portanto, mesmo com o enxague, alguns microrganismos vão permanecer nas suas cerdas. Ao emprestar sua escova para outra pessoa, estará acontecendo o que chamamos de infecção cruzada, ou seja, você estará passando suas bactérias adiante e recebendo outras de volta.

Nossa boca abriga cerca de 500 espécies de bactérias e um único mL de saliva contém 100 milhões delas! A boca ganha em número de espécies até do intestino por ser mais complexa, principalmente devido à presença dos dentes. Além das bactérias, alguns fungos e vírus também são moradores da microbiota bucal. Esses habitantes não causam doenças em situações normais e sem eles teríamos problemas com bactérias patogênicas (causadoras de doenças). Porém, qualquer desequilíbrio na microbiota bucal pode levar ao crescimento indesejado de algum desses moradores, e aí sim começa uma doença. As principais doenças que aparecem quando o equilíbrio da microbiota bucal se rompe são: placa dental, amigdalite, cárie, candidíase bucal e halitose.


0 visualização